::PRÓLOGO:: Que o àse, energia-vital sagrada dos Orisas, esteja sempre connosco. No momento em que o Homem deixou de ver a sacralidade da Natureza, começou a sua destruição. 1. A crença na essência da natureza, na sua energia sagrada, foi descrita pela antropologia clássica sob dois paradigmas instituídos: o animismo e o panteísmo. Ambos compreendem...